"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

30/11/2020 12:54 - ACP participa de reunião com Semed

A diretoria da ACP se reuniu, na segunda-feira (23), com equipe da Secretaria Municipal de Educação (Semed), para tratar de assuntos de interesse da categoria. Entre os pontos abordados na pauta, veja a seguir as informações prestadas pela Semed.

Chamada do concurso 2016 – Serão chamados em torno de 20 professores para tomar posse em dezembro e uma nova lista em janeiro. A ACP cobrou a convocação de todos os aprovados para lotação nas vagas puras existentes.

Calendário escolar e lotação dos professores temporários 2021 – A Semed informou que a previsão de início do ano letivo com os alunos está marcada para o dia 08/02/2021, e convocação dos professores no dia 03/02/2021. ACP chamou a atenção sobre a importância de que o calendário seja discutido internamente nas escolas. Sobre os professores temporários, a Semed afirmou que o processo seletivo será prorrogado e haverá uma nova lotação.

Processos seletivos:

Processo Seletivo dos professores temporários – O atual processo seletivo será prorrogado. O procedimento será conforme a ordem de classificação do Processo seletivo.

Processo seletivo APE, intérprete e tradutor de Libras – os processos seletivos para Auxiliar Pedagógico Especializado e intérpretes e tradutores de Libras foram abertos. Importante ler o Edital N. 08/2020, publicado no Diogrande N. 6.128, de 24/11/2020. As inscrições são on-line, entre os dias 25 e 26 de novembro de 2020 (clique aqui).

Professor coordenador – ACP cobrou a realização do processo seletivo conforme legislação vigente.

Concurso de remoção – Será publicado o concurso de remoção para professores efetivos.

Concurso Público – A ACP foi enfática na cobrança pela realização de concurso público para Educação infantil, Ensino Fundamental – Anos Iniciais e Arte, haja vista que já foram chamados todos os aprovados no último concurso de 2016.

Adequação das escolas – a ACP cobrou ainda, urgência na reforma e adequação das escolas, para atender os protocolos de biossegurança no ano letivo de 2021. Na oportunidade, a diretoria do sindicato também se posicionou contrária ao retorno às aulas enquanto durar a pandemia.

SAEB – Em virtude da suspensão das aulas presenciais em 2020 devido a pandemia, a ACP manifestou preocupação quanto à realização do SAEB e solicitou o empenho da secretaria para que seja suspensa a aplicação da avaliação em 2021. O sindicato entende que primeiro deve ser feita a recuperação dos alunos, quanto à defasagem de 2020 e, só após, a aplicação do SAEB.

“A ACP sempre lutará em defesa da Educação Pública e seus profissionais. Seguimos lutando por concurso público, pelo Piso 20h, pela carreira, pela regulamentação do FUNDEB, contra a Reforma Administrativa. Há 68 anos, a ACP faz a luta em defesa da Educação Pública, laica, democrática, acessível para todos e todas”, afirma o presidente da ACP, professor Lucílio Nobre.

Assessoria ACP